Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Sarkozy vai ser formalmente investigado

  • 333

JACKY NAEGELEN/ Reuters

Antigo presidente francês é suspeito de ter gasto mais do que o permitido na campanha das presidenciais de 2012

Nicolas Sarkozy foi colocado formalmente sob investigação devido à suspeita de irregularidades no decorrer da campanha presidencial de 2012. Esta quinta-feira, depois de ter sido ouvido no tribunal ao longo do dia, o ex-presidente foi indicado pelo “financiamento ilegal de campanha eleitoral por ter, como candidato, ultrapassado o limite legal de despesas eleitorais”, avança o comunicado da procuradoria de Paris.

A situação, escreve o “The Guardian”, é prenúncio de um possível julgamento mas não significa que Sarkozy seja automaticamente acusado.

O ex-presidente foi ouvido no âmbito do caso Bygmalion, a agência de comunicação que organizou alguns dos eventos da campanha presidencial de Sarkozy em 2012. Segundo a Agência France Presse, a empresa terá cobrado perto de 18,5 milhões de euros ao partido Republicano em vez de cobrar à campanha.

O que os juízes agora tenta perceber é se são verdadeiras as alegações de que o partido Republicano forjou faturas, num valor total de 10 milhões de euros, para cobrir os custos avultados da campanha de Sarkozy.

A agência de comunicação é suspeita de manipular os registos contabilísticos.

Ao longo da audiência, acrescenta a BBC, o ex-presidente negou constantemente ter conhecimento dos gastos excessivos na campanha, alegando que não esteve envolvido nos detalhes financeiros.