Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Post no Facebook vale detenção a dois irmãos que tinham sido libertados há horas

  • 333

Aconteceu esta segunda-feira em Inglaterra a dois irmãos que teceram comentários sexualmente explícitos nas redes sociais sobre a juíza que os deixou sair em liberadade com pena suspensa

Os irmãos Daniel e Samuel Sledden, respetivamente de 27 e 22 anos, foram esta terça-feira levados de volta ao tribunal britânico de Burnley Crown e reencarcerados devido aos comentários sexualmente explícitos que colocaram no Facebook sobre a juíza Beverley Lunt, que os condenara a dois anos de prisão com pena suspensa por tráfico de canabinoides.

“Nem acredito na minha sorte. Dois anos de pena suspensa é melhor que três anos na cadeia, pá. Beverly chupa.....”, escreveu Daniel na rede social, apenas 90 minutos após ter ouvido a sentença. “Mas que dia no tribunal de Burnley Crown! Vai-te …. eh eh eh dois anos suspensos...”, já escrevera por essa altura o seu irmão Samuel.

Beverley Lunt, que optou por não ler sequer as mensagens, considerou não estar em causa assédio sexual, pois os dois irmãos não pretendiam que ela lesse as mensagens, mas a sua atitude relevou uma falta de arrependimento, decidindo por isso que fossem reencarcerados e que a sua sentença venha a ser reapreciada a 26 de fevereiro.

Além dos dois irmãos, também o pai William Sledden, de 45 anos, recebera uma pena de prisão suspensa pelo tráfico de canabinoides na sua casa entre maio e setembro de 2014.

Anteriormente, a juíza indicara que havia decidido pela pena suspensa por não terem voltado a infringir a lei depois disso.

Após o seu reencarceramento, os dois irmãos retiraram as mensagens em causa nas suas páginas do Facebook. Daniel publicou um pedido de desculpas.