Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Morreu Boutros Boutros-Ghali

  • 333

SERGEI SUPINSKY / EPA

Dirigente egípcio foi secretário-geral das Nações Unidas entre 1992 e 1996. Tinha 93 anos

O Conselho de Segurança das Nações Unidas anunciou esta terça-feira a morte do ex-secretário geral da organização, Boutros Boutros-Ghali. Tinha 93 anos.

"Fomos informados de que o antigo secretário geral Boutros Boutros-Ghali morreu", declarou o embaixador da Venezuela Rafael Ramirez, que preside durante este mês ao Conselho de Segurança.

Os membros do Conselho observaram um minuto de silêncio pelo ex-responsável da ONU, que tinha sido internado num hospital do Cairo na semana passada.

Boutros Boutros-Ghali nasceu no Egito em 1922, numa família cristã copta e foi secretário-geral da ONU de 1992 a 1996. No seu país, desempenhou funções de ministro dos Negócios Estrangeiros, entre outros cargos diplomáticos.

Foi o primeiro africano nas funções de secretário-geral da ONU e o seu mandato foi marcado por crises na Somália, Ruanda, o Médio Oriente e a ex-Jugoslávia.

Em 1996, os Estados Unidos vetaram a sua recandidatura a um segundo mandato, alegando que Boutros-Ghali não tinha conseguido fazer reformas pretendidas pelos norte-americanos no seio da organização.