Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Homem detido por publicar comentários antirrefugiados no Facebook

  • 333

STRINGER

Escocês de 40 anos foi detido pela polícia depois de uma série de ofensas continuadas a refugiados sírios. Polícia escocesa diz que a detenção é uma mensagem de que “não vai tolerar qualquer incentivo ao ódio nas redes sociais”

Alberto Conceição

A polícia escocesa deteve esta terça-feira um homem responsável por uma série de ofensas através do Facebook a refugiados sírios que foram realojados na ilha de Bute, localizada no fiorde de Clyde, no sul do país. As mensagens partilhadas na rede social foram consideradas abusivas e intoleráveis pelas autoridades.

O polícia Ewan Wilson disse que a detenção do homem, residente na zona circundante de Inverclyde, de 40 anos, é uma mensagem clara de que as autoridades escocesas não vão tolerar “qualquer atividades que possam incentivar ao ódio e provocar comentários ofensivos nas redes sociais”.

No dia antes da chegada dos primeiros refugiados sírios à Escócia, no final de novembro de 2015, Humza Yousaf, ministro escocês para a Europa e do Desenvolvimento Internacional, responsável pelo programa de realojamento dos refugiados e único ministro muçulmano do país, confirmou à polícia ter sido vítima de abusos islamofóbicos também no Facebook. Yousaf elogiou, no entanto, a resposta do povo escocês à crise do refugiados: “Estou muito orgulhoso pela resposta dos escoceses, que têm oferecido uma mão amiga aos nossos mais recentes vizinhos”.

A Escócia está preparada para receber um terço dos 1000 refugiados que vieram de campos de acolhimento na fronteira da Síria e que o primeiro-ministro britânico David Cameron aceitou acolher até ao final do ano passado. À ilha de Bute já chegaram, desde dezembro de 2015, doze famílias de refugiados.