Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bahrain acusa quatro jornalistas de participarem em “manifestação ilegal”

  • 333

Os quatro foram detidos e interrogados pelo suposto envolvimento em confrontos entre as forças de segurança e ativistas anti-Governo

Depois de ter detido e interrogado os quatro profissionais, o Bahrain acusa quatro jornalistas norte-americanos de terem participado numa manifestação ilegal. Todos foram, entretanto, libertados, mas o caso continua sob investigação e não se sabe se podem sair do país.

Fontes oficiais, que não forneceram a identidade dos jornalistas, garantem que os quatro foram interrogados na presença dos seus advogados. As detenções aconteceram no domingo, quando o grupo assistia a um protesto que assinalava o quinto aniversário da revolta de 14 de fevereiro de 2011, em defesa da liberdade no país.

Segundo a BBC, entre os jornalistas está Anna Therese Day - será a única mulher - e todos terão garantido estar a trabalhar e não a participar em qualquer atividade ilegal.

Uma notícia da agência oficial do Bahrain, que cita o documento de acusação, precisa que houve uma queixa relacionada com “atos de vandalismo na área de Sitra”, onde ativistas anti-Governo e forças de segurança entraram em confronto.

As detenções foram feitas na sequência desta queixa e do envolvimento dos jornalistas nos incidentes, acrescenta o artigo, segundo o qual um deles procurou esconder o rosto no momento da detenção.

Em declarações efetuadas na segunda-feira, o ministro da Defesa do Bahrain afirmou que os jornalistas entraram no país entre a quinta e a sexta-feira passadas, com vistos de turismo e sem a necessária autorização profissional.