Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

NATO vai combater tráfico de migrantes no Mar Egeu

  • 333

OLIVIER HOSLET/EPA

Navios de guerra das forças de segurança do Atlântico Norte vão ser enviados de imediato. A intervenção surge em sequência do apelo de três países membros: Turquia, Alemanha e Grécia

O secretário de Estado norte-americano da Defesa Ashton Carter anunciou esta quinta-feira, em Bruxelas, que forças da NATO vão apoiar as missões da Alemanha, Grécia e Turquia de monitorização e combate ao tráfico de migrantes no Mar Egeu.

O anúncio foi efetuado após o chefe do Pentágono ter estado reunido com os ministros da Defesa dos três países. “A NATO e todas as partes reunidas esta manhã indicaram o desejo que a organização apoie e seja parte desta operação”, afirmou.

“Todos os três países enfatizaram a necessidade de a NATO agir com urgência, algo com o qual os Estados Unidos concordam totalmente, pois estão aqui em jogo vidas e destinos de pessoas”, acrescentou Ashton Carter.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, diz que navios de guerra do Grupo Marítimo vão ser enviados de imediato para a área para efetuar uma monitorização, no âmbito da missão que está a ser conduzida no local pela Alemanha.

Localizado entre o leste da Grécia e o oeste da Turquia, o Mar Egeu é uma zona interna interna da bacia do Mediterrâneo que faz parte das rotas que estão atualmente a ser utilizadas pelos traficantes para trazerem migrantes – vindos de países como a Síria, Iraque, Afeganistão e do norte de África - para a Europa.

Só este ano, mais de 70 mil pessoas já fizeram a travessia, pelos menos 300 das quais morreram.