Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Jean-Luc Mélenchon anuncia candidatura às presidenciais francesas

  • 333

ALAIN JOCARD

Candidato à esquerda de François Hollande quer disputar a presidência de França na primavera de 2017 para alterar “meios de produção, de trocas e de consumo” e para salvar o meio ambiente

O líder da Frente Esquerda (FG) francesa Jean-Luc Mélenchon anunciou esta quarta-feira que pretende candidatar-se às eleições presidenciais que se disputam na primavera do próximo ano, citando a necessidade de alterar os meios de produção, trocas comerciais e consumo e de combater as alterações climáticas como prioridades na sua agenda política.

"Esta é uma oportunidade tremenda para nos livrarmos das amarras que hoje nos paralisam", declarou o candidato mais à esquerda do atual Presidente de França, o socialista François Hollande. Mélenchon já tinha sido candidato presidencial nas eleições de 2012, ficando em quarto lugar na corrida com 11% dos votos.

O ex-senador e atual deputado da FG é o primeiro político francês a anunciar a sua candidatura às presidenciais de 2017. É esperado que Marine Le Pen, a líder da Frente Nacional de extrema-direita, seja uma das suas rivais. François Hollande ainda não fez saber se pretender recandidatar-se ao cargo ou abrir caminho a outro candidato do seu partido.

Segundo sondagens para as presidenciais do próximo ano, divulgadas em novembro, a líder da extrema-direita francesa, filha do fundador e antigo líder da FN, Jean-Marie Le Pen, continua a liderar as intenções de voto. O inquérito mais recente, conduzido pelo Viavoice e cujos resultados foram apresentados na terça-feira, mostra que 10% dos eleitores de esquerda consideram que Mélenchon é o melhor candidato às presidenciais.

O mesmo inquérito mostra que, neste momento, só 3 pontos percentuais o separam de Hollande, que continua a liderar as intenções de voto entre esse conjunto de eleitores mas que pode agora perder fogo caso pretenda recandidatar-se. De acordo com a Reuters, é possível que o Presidente francês anuncie já hoje alterações estruturais no seu gabinete como forma de preparar caminho para tentar a reeleição.

  • "Não deixaremos que matem Portugal", diz Jean-Luc Mélenchon

    Milhares de militantes de esquerda desfilam, em Paris, esta tarde, contra a austeridade imposta pelo Presidente François Hollande e "contra a infame troika". "Não deixaremos que matem Portugal nem nenhum outro país", diz ao Expresso o líder, Jean-Luc Mélenchon.

  • França: Jean-Luc Mélenchon quer salvar Portugal e a UE

    Candidato à esquerda de François Hollande nas presidenciais, Jean-Luc Mélenchon é a surpresa da campanha eleitoral. Garante que a França e a Europa estão em mudança e o entusiasmo que o rodeia lembra a revolução de abril, em Portugal.