Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Hong Kong. 37 pessoas acusadas de “motim” por apoiarem vendedores ambulantes

  • 333

Anthony Kwan/Getty

Entre os acusados que foram presentes a tribunal esta madrugada conta-se Edward Leung, proeminente ativista que é apontado como candidato às eleições deste ano para o Conselho Legislativo da região, e Stephen Ku Bok-him, que dirige a revista “Undergrad” da Universidade de Hong Kong

Trinta e sete pessoas foram esta quinta-feira presentes a tribunal em Hong Kong e acusadas de participação em motim, num caso ligado aos distúrbios registados na noite de segunda-feira, informa a imprensa local. Um adolescente de 15 anos deverá ser presente a um tribunal juvenil, avança a Rádio e Televisão Pública de Hong Kong (RTHK).

Entre os 37 acusados está também o porta-voz do grupo Hong Kong Indigenous, Edward Leung – apontado como candidato às eleições deste ano para o Conselho Legislativo (LegCo) - e Stephen Ku Bok-him, da revista "Undergrad", feita por alunos da Universidade de Hong Kong.

Em causa estão os protestos de domingo para segunda-feira que foram organizados nas redes socais sob o lema #fishballrevolution, como forma de solidariedade para com os vendedores ambulantes da região especial administrativa chinesa que enfrentam ordens de despejo. Na quarta-feira, a polícia de Hong Kong anunciou a abertura de um inquérito interno às ações de um dos seus agentes, que durante os confrontos com os manifestantes usou balas verdadeiras em disparos de aviso, pondo em risco a população.