Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria. ONU pede à Turquia que reabra a fronteira de Kilis

  • 333

A fronteira turca continua fechada

Chris McGrath/Getty

Subsecretário-geral para os Assuntos Humanitários diz ainda que “maior necessidade” neste momento é “parar com os bombardeamentos”, pedindo à Rússia que suspenda os ataques contra Alepo

As Nações Unidas apelaram na noite desta terça-feira à Turquia para que deixe entrar no seu território as dezenas de milhares de sírios que fogem da ofensiva militar em Alepo, pedindo a par disso à Rússia para parar com os bombardeamentos que tem levado a cabo naquela província.

Mais de 30 mil pessoas deixaram Alepo em direção à Turquia na última semana devido a uma ofensiva lançada pelas forças pró-governamentais sírias, apoiadas pela aviação militar russa. Pouco depois da fuga em massa, as autoridades turcas anunciaram o encerramento da fronteira mais próxima, na cidade de Kilis, às portas da qual se concentram agora dezenas de milhares de pessoas desesperadas.

"A maior necessidade e a melhor resposta humanitária é parar com os bombardeamentos", afirmou o subsecretário-geral da ONU para os assuntos humanitários, Stephen O'Brien, sobre a operação conjunta das forças sírias e da aliada Rússia.

Sem reagir ao pedido da ONU para que reabra as fronteiras, o governo turco de Ahmet Davutoglu deu a entender que poderá enviar tropas para Alepo, com o primeiro-ministro a citar uma "dívida histórica" para com os "irmãos" dessa província.