Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Com sanções suspensas, Irão quer negociar mercado do petróleo com os sauditas

  • 333

DARRIN ZAMMIT LUPI / Reuters

Teerão já aproveitou o fim das sanções económicas internacionais para retomar as exportações de crude, anunciando a produção de 500 mil barris por dia. Agora, quer ter uma palavra a dizer na OPEP e junto de um mercado já de si saturado

O ministro iraniano do Petróleo Bijan Zangeneh diz que o seu país está pronto para negociar novas condições de comercialização mundial do petróleo com a Arábia Saudita e outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

A notícia foi avançada esta quarta-feira pela Al-Jazeera, numa altura em que o Irão já está a produzir 500 mil barris de crude por dia, aproveitando o fim das sanções económicas internacionais por causa do seu programa nuclear para retomar as exportações de petróleo.

A reentrada do Irão no mercado petrolífero global vem sobrecarregar ainda mais um sector que continua a braços com a queda a pique do preço do petróleo e perante a recusa da Arábia Saudita em diminuir o ritmo de produção.

No início de janeiro, Zangeneh tinha acusado alguns países de agirem politicamente ao insistirem na produção excessiva de petróleo. "Se houvesse vontade política real", disse na altura o ministro iraniano, "o preço do petróleo podia ser equilibrado no espaço de uma semana. Nenhum dos produtores de crude está feliz com o atual preço, que irá afetar negativamente os fornecedores no longo prazo".

Agora, o governo de Hasan Rouhani quer dialogar diretamente com a Arábia Saudita, cabecilha da OPEP, para negociar os termos de comercialização no mercado do petróleo. "Apoiamos toda a espécie de diálogo e cooperação com os estados-membros da OPEP, incluindo a Arábia Saudita", declarou esta quarta-feira Zangeneh aos jornalistas em Teerão. As negociações entre os dois países foram suspensas unilateralmente por Riade no início deste ano, após o Irão ter criticado duramente os sauditas por terem executado um proeminente líder religioso xiita.