Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Polícia que matou jovem processa a família da vítima alegando “desgaste emocional”

  • 333

Funeral do jovem de 19 anos, Quintonio LeGrier, em Chicago, Illinois, no início de janeiro

JOSHUA LOTT / REUTERS

Um polícia que disparou seis vezes contra um jovem negro que acabou por morrer em dezembro processou a família da vítima pelo trauma com que ficou. O advogado do jovem que morreu reage: “Primeiro disparam contra eles, depois processam-nos”

Foi a 26 de dezembro do ano passado que um polícia branco em Chicago disparou seis vezes contra um jovem negro que acabou por morrer. Agora, menos de dois meses depois, o polícia está a processar a família do jovem em 10 milhões de dólares (9 milhões de euros), alegando “desgaste emocional”, segundo conta a BBC esta segunda-feira.

Robert Rialmo alvejou e matou Quintonio LeGrier, de 19 anos, depois de ter sido chamado a sua casa devido a distúrbios. O polícia disparou várias vezes e acabou por matar também, acidentalmente, uma mulher de 55 anos, vizinha do jovem.

O polícia diz que o jovem se aproximou dele com um taco de basebol para o atacar, mais do que uma vez, e que por isso disparou. O advogado do rapaz alega que ele estava a seis metros do polícia, segundo conta a BBC.

Dias depois, o pai do jovem processou o polícia pela morte do filho, defendendo que ele não tinha em sua posse nenhuma arma e que não constituía uma ameaça.

A ação judicial agora apresentada pelo polícia é vista pelo advogado do jovem como mais um ponto devastador, “até para o Departamento de Polícia de Chicago”. “Primeiro disparam contra eles, depois processam-nos”, afirmou o advogado, citado pela “Sky News”.

Este processo surge numa altura em que outros casos em vários departamentos policiais dos Estados Unidos levantaram questões sobre o uso da força pelas autoridades contra as minorias.

Baltimore, Ferguson e Missouri, assim como 20 outros departamentos policiais nos Estados Unidos, têm passado por situações idênticas e têm sido alvo de investigações nos últimos anos.