Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

França. Começa julgamento de ex-ministro das Finanças por fraude fiscal

  • 333

Jérôme Cahuzac, antigo ministro do Orçamento francês, sempre tinha uma conta na Suíça

Charles Platiau/Reuters

Jérôme Cahuzac demitiu-se do cargo em 2013 após assumir que tinha conta secreta na Suíça

Três anos depois das primeiras acusações de fraude fiscal, o ex-ministro francês das Finanças começou a ser julgado esta segunda-feira no tribunal correcional de Paris por ter escondido que tinha uma conta bancária na Suíça.

Jérôme Cahuzac, de 63 anos, protagonizou o primeiro de uma série de escândalos que afetaram a presidência de François Hollande desde 2012, quando tomou posse. Confrontado com as suspeitas de fraude fiscal e branqueamento de fraude fiscal, as acusações que pendem sob si em tribunal, Cahuzac acabaria por se demitir do cargo de ministro das Finanças em 2013.

Se for declarado culpado, o político poderá ser condenado a até sete anos de prisão efetiva e ao pagamento de uma multa de cerca de dois milhões de euros. As primeiras informações a incriminarem Cahuzac foram reveladas pelo grupo Mediapart a 4 de dezembro de 2012. O ministro acabaria por se demitir do cargo em março do ano seguinte.