Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria. Forças de Assad reconquistam cidades aos rebeldes

  • 333

ABDALRHMAN ISMAIL / REUTERS

Com as negociações de paz suspensas em Genebra, o exército de Bashar Al-Assad avançou sobre Nubul e Zahraa, na Síria. As cidades estavam tomadas pelos rebeldes desde 2012

Depois das sucessivas tentativas de paz falhadas, a guerra civil síria prossegue no terreno, onde as tropas de Bashar Al-Assad tomaram as cidades de Nubul e Zahraa, após um cerco de três anos à região.

No rescaldo de três dias de ofensivas militares, as tropas sírias reconquistaram duas cidades que se encontravam nas mãos dos rebeldes desde 2012. Para tal muito contribuíram os bombardeamentos dos caças russos, aliados do regime sírio, que assim garante um dos seus maiores objetivos: cortar uma das principais vias de abastecimento dos rebeldes, com origem na Turquia.

Este é um momento decisivo contra a estratégia rebelde, já que a Turquia constitui um “refúgio” dos opositores ao regime. O objetivo de Assad será chegar à fronteira turca, aponta a Al Jazeera.

O regime sírio e os rebeldes continuam sem fazer esforços para conseguir um cessar-fogo no país. As negociações de paz que começaram na passada segunda-feira, na sede das Nações Unidas em Genebra, Suíça, falharam dois dias depois. Um responsável da ONU anunciou uma pausa nas reuniões “até finais de fevereiro”. A pausa tem como finalidade assegurar que as negociações vão continuar, já que nem o Governo sírio nem as forças rebeldes quiseram reconhecer o início oficial das conversações.

Cinco anos depois, a guerra civil síria já vitimou cerca de 250 mil sírios e desalojou milhões de pessoas que tentam fugir da guerra, muitas delas arriscando chegar à Europa para pedir asilo.