Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

O cancro silenciou a voz de Bugs Bunny e Tweety

  • 333

Joe Alaskey foi ator, comediante e imitador de vozes. No entanto, vai ficar na História como a voz da Looney Tunes

Se lhe mostrarmos uma fotografia de Joe Alaskey, provavelmente não o vai reconhecer. No entanto, se ouvir a voz do ator, uma sensação de nostalgia poderá invadi-lo imediatamente: é que Alaskey, vencido esta quarta-feira pelo cancro, foi o responsável pelas vozes de personagens infantis célebres como Bugs Bunny, Daffy Duck, o gato Silvestre ou o pintainho Tweety. De acordo com familiares do ator citados pela revista “NME”, o ator de 63 anos morreu em Nova Iorque, rodeado por família e amigos.

Antes de conseguir o trabalho que o levou a marcar a infância de muitas crianças, Alaskey trabalhou como comediante e imitador de vozes, chegando mesmo a apresentar um programa numa rádio de Boston.

Mas o ator passaria quase toda a carreira em estúdios de gravação, dando voz a personagens da Looney Tunes depois da morte do icónico ator original, Mel Blanc, mas também com participações em videojogos como Batman 3: Beyond Gotham, Dark Seduction e Tom and Jerry: Spy Quest, e no icónico filme de 1998 “Quem tramou Roger Rabbit”.

A voz de Nixon em “Forrest Gump”

E não só de desenhos animados se fez a carreira de Alaskey: o ator, que também se distinguia por ser um competente imitador de vozes, foi encarregado de dar voz ao ex-presidente norte-americano Richard Nixon em “Forrest Gump”.

O trabalho de Alaskey como ator de vozes foi reconhecido com um Daytime Emmy - o equivalente aos Emmy para as produções televisivas transmitidas durante o dia -, em 2004.

No vídeo em baixo, Alaskey interpela transeuntes, surpreendendo-os ao fazer as vozes das suas personagens infantis preferidas: