Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Marcos, o Aylan mexicano: uma vítima de outra guerra

  • 333

Marcos Miguel Pano, que tinha sete meses, é a mais recente vítima da guerra ao narcotráfico no México

A fotografia de Aylan Kurdi, a criança sem vida cuja foto na costa de uma praia turca mexeu com o mundo, transformou-se num símbolo da crise dos refugiados. O menino sírio de três anos alertou consciências para a necessidade urgente de responder à grave situação humanitária.

Aylan foi vítima do conflito na Síria, mas agora há um caso que está a ser comparado ao da criança turca - e envolve a guerra ao narcotráfico no México. Marcos Miguel Pano morreu na sequência dessa guerra. Com sete meses, foi baleado mortalmente a 29 de janeiro na localidade de Pinotepa Nacional, no estado mexicano de Oaxaca. O pai e a mãe, com 24 e 17 anos, também morreram devido à ação de um grupo armado.

Uma foto que circulou na imprensa local mostra o bebé morto junto ao cadáver dos pais, relata o “El Mundo”. O crime está a revoltar o México, onde surgem comparações ao caso de Aylan Kurdi.

Tudo indica que na origem do crime esteja um ajuste de contas relacionado com drogas, mas a investigação prossegue. Entretanto, sete pessoas já foram detidas.