Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Dirigentes do Estado Islâmico refugiam-se na Líbia

  • 333

Criança ao lado de um combatente do Estado Islâmico, num vídeo onde é filmada a disparar sobre dois homens, supostos espiões russos

Fonte da secreta líbia garante que bombardeamentos internacionais no Iraque e na Síria têm levado muitos líderes do grupo jihadista a fugir para o Norte de África

Comandantes de topo do autoproclamado Estado Islâmico (Daesh) têm fugido para a Líbia nos últimos meses, para escapar às intensas batalhas no terreno e aos bombardeamentos da Rússia e da coligação internacional liderada pelos EUA.

A informação foi avançada por fonte dos serviços secretos líbios no programa BBC Newsnight. Ao canal britânico, Ismail Shukri confirmou que dezenas de militantes e muitos líderes da oganização jihadista têm estado a procurar refúgio em Sirte — cidade que viu nascer Muammar Kadhafi, o general que governou a Líbia durante 42 anos antes de ser deposto na chamada Primavera Árabe, e que foi tomada por rebeldes do Daesh no ano passado.

“A maioria [dos membros do Daesh em Sirte] são estrangeiros, cerca de 70%”, garante o diretor da secreta líbia naquela cidade. “Quase todos são tunisinos, seguidos de egípcios, sudaneses e alguns argelinos. E agora iraquianos e sírios. A maioria dos iraquianos”, explicou ainda Shukri, “vêm do antigo exército de Saddam Hussein”.