Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estados Unidos pediram explicações à China sobre desaparecimento de 5 editores

  • 333

Bobby Yip/Reuters

Há rumores de que a editora de Hong Kong, a que estão ligados, estaria a preparar o lançamento de um livro com revelações sobre a vida amorosa do Presidente Xi Jinping

Os Estados Unidos solicitaram explicações ao regime chinês, na segunda-feira, sobre o desaparecimento de cinco editores de Hong Kong, referindo que o caso “levanta sérias questões relativamente ao empenhamento da China quanto à autonomia de Hong Kong”, segundo informações avançadas pela Agência France Presse.

Os cinco desaparecidos - todos ligados à Poderosa Corrente Media, editora de Hong Kong conhecida pelos seus livros críticos em relação aos líderes políticos chineses – desapareceram nos últimos meses, temendo-se que tenham sido detidos pelo regime de Pequim.

“Nós instigamos a China a clarificar a atual situação de todos os cinco indivíduos e as circunstâncias em torno do seu desaparecimento e que lhes permita regressarem a suas casas”, disse o porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, John Kirby, em Washington.

Em Pequim, o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Lu Kang, reagiu esta terça-feira, considerando que não é apropriado os Estados Unidos comentarem os assuntos internos da China. Acrescentou que “os residentes de Hong Kong têm todas as liberdades e direitos consignadas na lei” desde que o território voltou a ser integrado na China.

O caso levanta também preocupações relativamente à China poder estar a estender a sua ação para lá das suas fronteiras, uma vez que um dos editores desapareceu na Tailândia. Um outro desapareceu em Hong Kong, região semi-autónoma onde as autoridades centrais chinesas supostamente também não operam. Os outros três desapareceram no sul da China.

Tanto Lee Bo, que desapareceu em Hong Kong a 30 de dezembro e que possuí passaporte britânico, como o sueco Gui Minhai, que desapareceu na Tailândia, são naturais da China e existem rumores de que estavam a preparar um livro que iria revelar toda a vida amorosa do Presidente Xi Jinping.