Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Comissário europeu diz que Bruxelas não quer impor medidas insuportáveis a Portugal, mas...

  • 333

ERIC PIERMONT/GETTY

Europa quer mais do Orçamento português e pede “bom senso”

O comissário europeu dos assuntos económicos, Pierre Moscovici, disse esta terça-feira, em entrevista à RTP, que o diálogo entre os técnicos europeus e as autoridades portuguesas está a desenvolver-se num “clima construtivo”, assegurando que o objetivo não é impor medidas a Portugal.

“Estamos em diálogo com as autoridades portuguesas, com o Governo português para conseguirmos compatibilidade do projeto orçamental português com as nossas regras”, declarou Pierre Moscovici. O comissário insiste que o que interessa a Bruxelas é que as metas acordadas sejam alcançadas. “Tenho um desejo: que Portugal seja um país capaz de gerir as suas finanças públicas, de reduzir o seu défice e de fazê-lo com bom senso com os parceiros europeus perseguindo a política que a maioria segue.”

Moscovici garantiu ainda que a Comissão Europeia não quer impor medidas “insuportáveis” a nenhum país, mas que apenas seja respeitado o Pacto de Estabilidade e Crescimento. “A comissão não existe para forçar os Estados-membros, não existe para obrigá-los a fazerem políticas insuportáveis, não existe para escolher em vez deles - isso cabe à soberania nacional, cabe à democracia.”

Ainda assim, Bruxelas continua insatisfeita com o esboço do Orçamento do Estado português.

  • Bruxelas pede medidas adicionais a Portugal

    Responsáveis europeus têm-se multiplicado em declarações ao longo do dia. Presidente da Comissão Europeia diz que está preocupado, comissário dos assuntos económicos faz um desejo e um vice fez o ponto da situação