Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Regime sírio autoriza entrada de ajuda humanitária em Madaya

  • 333

OMAR SANADIKI/REUTERS

Segundo a organização Médicos Sem Fronteiras, 16 pessoas já morreram de fome naquela cidade e 33 delas correm “perigo de morte”

O regime sírio autorizou a entrada de ajuda humanitária na cidade de Madaya, onde 46 pessoas já morreram de fome desde o início de dezembro, e para outras duas cidades sírias, anunciou esta segunda-feira a ONU em Genebra.

"O Governo concordou com o envio de ajuda humanitária para Madaya e simultaneamente para Kafraya e Foua", duas cidades xiitas que estão sitiadas pelos rebeldes, disse o porta-voz do Gabinete para a Coordenação dos Assuntos Humanitários da ONU.

Segundo a organização não-governamental Médicos Sem Fronteiras (MSF), 16 pessoas já morreram de fome naquela cidade, 320 pessoas estão em estado de má-nutrição e 33 delas correm "perigo de morte".

O total de pessoas que já morreram à fome desde dezembro de 2015 é de 46, referiu sábado a MSF.

Localizada na província de Damasco, Madaya está cercada pelas tropas governamentais e o seu destino é um dos temas a abordar nas conversações de paz sobre a Síria.

As Nações Unidas estimam que cerca de 486.700 sírios vivem cercados nas quatro cidades sitiadas pelo Governo de Damasco, pelos rebeldes ou pelo grupo Estado Islâmico (EI).