Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Brexit”: 42% dos britânicos defendem a saída da UE, 38% estão contra

  • 333

LAURENT DUBRULE | EPA

Uma sondagem aponta para que se tenha alcançado a maior distância entre o “sim” e o “não” dos britânicos em relação à saída do Reino Unido como Estado-membro da União Europeia. David Cameron apontou para o final de 2017 a realização do referendo

Uma sondagem feita no Reino Unido, e citada pela Reuters, mostra que nesta altura, quando ainda falta mais de um ano para a realização do referendo, 42% dos britânicos defendem a saída do Reino Unido da União Europeia, contra 38% que se opõem a essa opção, percentagem que desceu três pontos percentuais desde dezembro.

Se no mês passado, 41% dos britânicos se opunham à “Brexit” (saída do Reino Unido como membro da União Europeia), agora a sondagem da YouGov mostra que essa percentagem passou para 38%.

Assim, entre os 42% que defendem a saída e os 38% que se opõem estão quatro pontos percentuais, a maior distância entre o “sim” e o “não” registada desde outubro de 2014. Contudo, não houve alteração na proporção de pessoas que defendem a saída (42%).

O que mudou foi a percentagem de indecisos, que aumentou três pontos percentuais para os atuais 18%. A sondagem citada pela Reuters foi feita com uma amostra de 1.735 pessoas.

O primeiro ministro britânico, David Cameron, prometeu para o final de 2017 a realização de um referendo sobre a permanência ou não do Reino Unido como Estado-membro da União Europeia.

A proposta de Cameron deixa, assim, algum tempo para a negociação de algumas reformas na União Europeia - ou na regras que se apliquem ao Reino Unido enquanto Estado-membro - que consigam ir de encontro às preocupações manifestadas pelos britânicos, designadamente em questões como a soberania e a imigração.

As sondagens que têm sido feitas mostram que a opinião pública está dividida nesta questão. Segundo a Reuters, uma outra sondagem publicada no sábado mostra que a maior parte dos britânicos opta pela permanência do país na União Europeia, embora o apoio a uma saída esteja a aumentar.