Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Rússia desafia os Estados Unidos: provem que Putin é corrupto

  • 333

RIA NOVOSTI / Reuters

Reação surge depois de um dirigente do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos ter afirmado que Putin é corrupto há “muitos, muitos anos”

Alberto Conceição

O Kremlin rejeitou esta terça-feira as alegações feitas por Adam Szubin, responsável do Departamento do Tesouro dos Estados Unidos, que disse saber que Putin é corrupto, e desafiou Washington a fazer prova do que disse Szubin. A resposta foi dada por Dmitry Peskov, porta-voz do presidente russo, que classifica as declarações de “acusação formal” e de uma “total fabricação”.

A maioria dos líderes do governo dos Estados Unidos tem oferecido resistência a dar entrevistas sobre a riqueza de Putin, mas Szubin afirmou, em entrevista à BBC, que o presidente russo tem acumulado riqueza em segredo. “Ele supostamente tem um salário estatal de cerca de 102 mil euros anuais. Mas isso não é um relato preciso da sua fortuna, e ele tem um longo treino e prática em esconder a sua fortuna”, acrescentou. Em 2008, o presidente Putin respondeu às acusações que o apontavam como o homem mais rico da Europa classificando-as de “puro lixo”.

O programa “Panorama”, da BBC, foi emitido dias depois um inquérito público do Reino Unido ter indicado que Putin tinha “provavelmente” aprovado o assassinato do ex-espião Alexander Litvinenko. Peskov destacou que o Kremlin está habituado a “falsos relatórios”, fossem eles o resultado de incompetência ou uma campanha encomendada.

“Tudo não passaria de mais um exemplo deste jornalismo irresponsável não fosse o facto de conter comentários oficiais do Tesouro americano”, disse aos jornalistas o porta-voz do Kremlin. “Acusações deste género, feitas por uma instituição como o Tesouro americano, só servem para ensombrar essa instituição”, acrescentou Peskov.