Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pyongyang, Pyeongchang. Confusão à vista

  • 333

A cidade sul-coreana de PyeongChang vai acolher em 2018 a edição de inverno dos Jogos Olímpicos

Chung Sung-Jun / Getty Images

Para evitar confusões com a grafia da capital norte-coreana – até por causa dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2018 que ali vão decorrer – o governador de Pyeongchang sugere que o condado sul-coreano passe a ser indicado com um C maiúsculo

Os sul-coreanos pretendem evitar que as pessoas confundam Pyeongchang, que fica na província de Gangwon e que em 2018 receberá os Jogos Olímpicos de inverno, com Pyongyang, a capital da vizinha Coreia do Norte.

Uma situação que poderia levar a algum constrangimento, caso os visitantes se desloquem, por desconhecimento, para a capital norte-coreana, é a razão pela qual os responsáveis de Pyeongchang pretendem adotar medidas.

"Os estrangeiros podem fazer confusão", começou por dizer Choi Moon-Soon, governador da cidade de Pyeongchang, em conferência de imprensa. Assim, para evitar confusões, o governador sugere que o condado sul-coreano passe a ser indicado com um C maiúsculo, adotando a designação de PyeongChang.

O risco de engano para os visitantes não é, na opinião de Choi Moon-Soon, tão descabido, lembrando a situação vivida pelo queniano Daniel Olomae Ole Sapit, membro da tribo Maasai, em novembro de 2014. Na ocasião, Sapit foi convidado para discursar numa conferência da ONU sobre biodiversidade em Pyeongchang, mas apanhou um voo para Pyongyang, onde foi interrogado por agentes norte-coreanos durante cinco horas, acabando por seguir para Pequim, depois de pagar uma multa de 500 dólares (462 euros).

A modificação ortográfica já consta no site oficial na internet dos Jogos Olímpicos de inverno e em vídeos de promoção, difundidos pela CNN e Eurosport.