Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Alerta da Europol: Estado Islâmico planeia novos ataques na Europa

  • 333

Países da União Europeia são os principais alvos da onda de atentados que o Daesh está a planear. Relatório da Europol revela dados sobre planos de grupo terrorista que vai tentar novos ataques em massa como o de Paris

Alberto Conceição

O Daesh “desenvolveu uma nova forma de levar a cabo uma campanha de terrorismo a larga escala, com especial incidência na Europa”, diz Rob Wainwright, diretor da Europol, agência policial que centraliza a coordenação das políticas europeias de combate ao terrorismo e crime organizado.

Wainwright diz que os terroristas vão procurar atacar alvos considerados “fáceis devido ao impacto que causam”. Este especialista em combate ao terrorismo lembra que “os ataques de Paris [em novembro], e o abate do avião russo” que voava do Egito para Moscovo, cheio de turistas em fim de férias, “indiciam uma mudança na estratégia do Daesh”.

As declarações foram feitas na reunião de ministros do interior da União Europeia a decorrer em Amesterdão.

O principal objetivo desta reunião foi debater a crise dos refugiados, a imigração, a fronteira externa da Europa e o espaço Schengen. Nesse fórum, o ministro dos Interior da França, Bernard Cazeneuve, disse que os terroristas islâmicos “tinham planeado outro ataque semelhante ao de novembro, na capital francesa”.

Daesh divulgou vídeo sobre autores dos atentados

O autoproclamado Estado Islâmico divulgou no último domingo um vídeo, onde alegadamente apresenta os nove autores dos atentados que fizeram 130 mortos em Paris, no dia 13 de novembro.

Na gravação, o grupo ameaça todos os países da coligação, sobretudo a Grã-Bretanha. Falando ora árabe, ora francês, os radicais dizem que “a mensagem é dirigida a todos os países que participam da coligação” liderada pelos EUA.

A apresentação destee relatório da Europol que alerta para eventuais mudanças no modo de atuação do Daesh, coincidiu com a abertura do novo Centro Europeu de Luta contra o Terrorismo da Europol em Haia.