Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mariano Rajoy declinou convite para formar governo

  • 333

DR

Apesar de ter vencido as eleições, o presidente do Partido Popular declinou esta sexta-feira o convite do Rei de Espanha para formar governo

O presidente do Partido Popular (PP) espanhol, Mariano Rajoy, declinou esta sexta-feira o convite do Rei de Espanha para se submeter a votação de investidura no Congresso dos Deputados, informou a Casa Real espanhola.

A recusa de Rajoy foi anunciada numa nota divulgada após uma reunião do Rei com o presidente do Congresso dos Deputados, Patxi López, que serviria para lhe comunicar o nome do líder partidário que tinha convidado para se apresentar a votação de investidura à presidência do Governo.

Felipe VI deu indicações ao presidente do parlamento para lhe fornecer uma lista dos líderes parlamentares para que possa iniciar uma segunda ronda de audições do palácio real. Ao longo desta semana, o rei ouviu 14 líderes partidários, o último dos quais Mariano Rajoy, na tarde desta sexta-feira.

"Dom Mariano Rajoy Brey agradeceu a sua majestade o Rei o convite [para se apresentar a votação para presidente do governo], que recusou", refere a nota da casa real espanhola.

Na quinta-feira, Mariano Rajoy, chefe do governo em funções, tinha declarado que iria apresentar-se a votação no parlamento para ser reeleito, apesar das dúvidas que surgiram devido à falta de acordos do PP com outras forças políticas.

"Evidentemente que vou apresentar a minha candidatura [para votação de investidura no Congresso dos Deputados]. Mais de sete milhões de espanhóis votaram em nós e sinceramente acredito que, na situação em que estamos, um pouco de sensatez e compostura é bem-vindo", disse Rajoy pouco antes de um evento no Museu do Prado, em Madrid.

Rajoy, no entanto, não especificou se se apresentaria a uma primeira votação - na qual necessitaria de maioria absoluta - ou às seguintes (maioria simples).