Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Político australiano pede desculpa por discriminação de viúvo gay

  • 333

Governante prometeu que será passada uma nova certidão de óbito com o nome de Marco Bulmer-Rizzi, o companheiro de David Bulmer-Rizzi, que morreu durante a lua de mel na Austrália

O chefe de Governo do estado da Austrália do Sul pediu desculpa a Marco Bulmer-Rizzi - que perdeu o companheiro David Bulmer-Rizzi durante a lua de mel na Austrália -, lamentando o incomódo causado por uma certidão de óbito que referia que o falecido era solteiro.

“Disse-me que se sentiu desrespeitado de várias formas pelas autoridades com que lidou (...) e eu apresentei as minhas desculpas por tal comportamento. Comprometi-me também a anunciar medidas no parlamento que previnam situações semelhantes”, afirmou Jay Weatherill, citado pela BBC.

O governante disse ainda que apelou ao governo para alterar a legislação com vista a autorizar o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Marco Bulmer-Rizzi explicou que o governante lhe deu também a garantia que será passada uma nova certidão de óbito, com o estado civil correto. “É quase um bom dia”, reagiu o viúvo, frisando que o marido talvez nem conseguisse imaginar esta situação.

David Bulmer-Rizzi, de 32 anos, e Marco Bulmer-Rizzi, de 38, viviam juntos em Sunderland, uma cidade do nordeste de Inglaterra. Tinham-se casado há sete meses em Londres, mas só conseguiram viajar agora em lua de mel para a cidade de Adelaine, na Austrália. Uma queda numa escada causou ferimentos graves na cabeça de David Bulmer-Rizzi, que acabou por não resistir, falecendo no passado sábado.

Além da certidão de óbito não apresentar a referência do casamento, Marco foi impossibilitado de preparar o funeral, uma vez que não foi considerado familiar de David.

O incidente gerou uma enorme polémica, levando o viúvo a apelar à intervenção do Executivo britânico. Várias associações de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transgéneros (LGBT) também condenaram a situação e exigiram medidas por parte do governo.