Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estado Islâmico destrói o mais antigo mosteiro cristão no Iraque

  • 333

Construído, acredita-se, por monges assírios no século VI, o mosteiro St. Elijah resistiu durante séculos às adversidades da natureza e à ação do homem, até ser totalmente destruído pelo grupo jiadista

O mosteiro St. Elijah, o mais antigo mosteiro cristão existente no Iraque, foi destruído pelo autodenominado Estado Islâmico (Daesh), segundo confirmam imagens de satélite obtidas pela agência Associated Press.

As imagens surgiram agora, mas ao que tudo indica o mosteiro, situado no norte do Iraque, próximo de Mosul, terá sido destruído em finais de 2014, pouco tempo depois dos jiadistas terem passado a controlar a região.

“Não tenho palavras para descrever a minha tristeza”, afirma o reverendo Paul Thabit Habib. “A nossa história cristã em Mosul está a ser barbaramente dizimada. Nós vemos isto como uma tentativa de nos expulsarem do Iraque, eliminar e terminar com a nossa existência nesta terra”, lamenta.

Os historiadores pensam que o mosteiro St. Elijah, ou Der Mar Elia, terá sido construído em finais do século VI por monges assírios.

A estrutura passa agora a integrar a lista de mais de 100 monumentos históricos religiosos destruídos pelos terroristas jiadistas no Iraque e na Síria.