Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Debate republicano aqueceu com troca de argumentos entre Trump e Cruz

  • 333

CHRIS KEANE/REUTERS

Donald Trump questionou a legitimidade do seu adversário Ted Cruz, nasico do Canadá e cujo pai era cubano, para se candidatar à presidência dos Estados Unidos

A troca de argumentos entre Donald Trump e Ted Cruz dominou o debate desta quinta-feira dos candidatos às primárias no Partido Republicano, e que ocorreu a cerca de duas semanas do primeiro grande teste, a votação no estado de Iowa.

Numa altura em que Cruz passou a estar colado a Trump no topo das preferências dos republicanos, o excêntrico multimilionário questionou a legitimidade do seu adversário para se candidatar ao cargo por não ter nascido nos Estados Unidos, afirmando que caso ele vença as primárias essa questão será levantada pelo Partido Democrata. Cruz nasceu no Canadá, filho de pai cubano e mãe americana.

Cruz reagiu acusando o seu adversário de ter ficado desesperado por ter visto o seu lugar de favorito colocado em causa - “a Constituição não mudou mas os resultados das sondagens sim” - ao mesmo tempo que considerou que levando ao limite esse tipo de argumentação o próprio Trump não poderia ser Presidente, uma vez que a sua mãe nasceu na Escócia. “Mas eu nasci aqui – grande diferença”, retorquiu Trump.

Outra questão que gerou uma acesa troca de argumentos entre ambos foram as recentes declarações de Cruz sobre a colagem do adversário aos “valores de Nova Iorque”: “Eu penso que a maioria das pessoas sabe o que são os valores de Nova Iorque: liberalismo social, casamentos pró-gay, pró-aborto, foco no dinheiro e nos media”, afirmou Cruz no debate.

De imediato Trump manifestou a sua indignação, respondendo: “As pessoas de Nova Iorque lutaram e lutaram e lutaram , e nós vimos mais morte, mesmo mais cheiro a morte – ninguém compreende isso (…) Nós reconstruímos a baixa de Manhattan, e toda a gente no mundo assistiu e amou Nova Iorque e os nova- iorquinos. E eu digo-lhe, isso foi muito insultuoso na declaração que fez”.