Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Ex-diretor-adjunto das forças de segurança chinesas condenado a 15 anos de prisão

  • 333

É mais um alto responsável chinês a ser condenado no âmbito da campanha anticorrupção lançada pelo presidente Xi Jinping

O ex-diretor-adjunto das forças de segurança chinesas, Li Dongshend, foi condenado a 15 de prisão por abuso de poder e por ter aceitado subornos, segundo noticiaram esta terça-feira os media estatais chineses.

Atualmente com 61 anos, Li fora afastado do cargo em fevereiro, no âmbito das investigações de que foram alvo diversos colaboradores do ex-chefe das forças de segurança, Zhou Yongkang, que em novembro foi condenado a prisão perpétua por ter aceitadp subornos, abuso de poder e ter revelado segredos de Estado.

Li, que também foi diretor-adjunto do departamento de propaganda do Partido Comunista Chinês durante sete anos, fora acusado de abuso de poder nas posições que assumiu entre 1996 e 2013 e de ter aceitado 3 milhões de euros em subornos.