Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Doze mortos em ataque a centro comercial em Bagdad

  • 333

SABAH ARAR/AFP/Getty

Um grupo de jiadistas invadiu um centro comercial e manteve um número indeterminado de reféns na capital iraquiana. Pelo menos 12 pessoas morreram

O ataque a um centro comercial em Bagdad terminou ao início da noite desta segunda-feira com um balanço de pelo menos 12 mortos, referiram fontes médicas e dos serviços de segurança iraquianos.

"As forças de segurança iraquianas assumiram totalmente o controlo, os assaltantes foram mortos e os reféns libertados", declarou um responsável da polícia citado pela agência noticiosa AFP.

Homens armados sequestraram um número indeterminado de pessoas num centro comercial de Bagdad, onde entraram depois de fazerem explodir um veículo armadilhado na rua.

Os atacantes permaneceram até ao início da noite no interior do centro comercial no bairro de Bagdad al-Jadida, no leste da capital iraquiana, segundo um coronel de polícia.

"Eles estão dentro do centro comercial Zahrat. Quando as forças de segurança se aproximaram, eles mataram três reféns", tinha referido uma outra fonte policial à AFP.

"Agora adotámos uma abordagem prudente. Queremos acabar com o sequestro com o menor número de vítimas possível", acrescentou.

Fonte médica confirmou de início que pelo menos oito mortos tinham sido levados para o hospital, assim como 14 feridos.

O centro comercial é um edifício de quatro ou cinco andares num popular bairro comercial, de população maioritariamente xiita.

Segundo fonte do Ministério do Interior, um número ainda não determinado de homens armados começou a disparar em plena rua depois da explosão de um carro armadilhado, entrando em seguida no edifício do centro comercial.

Estado Islâmico reivindica o ataque

Unidades antiterroristas dos serviços de informações foram destacadas para o local e que atiradores de elite foram colocados em edifícios próximos do centro.

O grupo extremista Estado Islâmico (EI) já reivindicou o ataque a um centro comercial em Bagdad.

Numa declaração divulgada na internet, o grupo 'jihadista' referiu que quatro dos seus membros efetuaram o ataque e referiu que cerca de 90 pessoas foram mortas ou feridas.

O EI tem reivindicado vários atentados em Bagdad contra civis xiitas.

Responsáveis pelos serviços de segurança e fontes médicas já anunciaram o fim do ataque, com um balanço provisório de 12 mortos e dezenas de feridos.