Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Obama quer aprovar medidas de controlo de armas sozinho

  • 333

Mark Wilson/ Getty Images

O Presidente dos Estados Unidos da América está cansado de esperar pela ação dos congressistas. Na próxima segunda-feira, Obama vai reunir-se com a procuradora-geral dos Estados Unidos para encontrar soluções para o problema que não precisem da aprovação do Congresso

"Sabemos que não podemos travar todos os atos de violência. Mas e então se tentarmos parar pelo menos um? ”, questionou Barack Obama. O presidente norte-americano tem urgência em intervir no controlo de venda e posse de armas no país. No comunicado semanal, divulgado na passada sexta-feira, o líder dos Estados Unidos da América anuncia que irá encontrar-se com a procuradora-geral, Loretta Lynch, para discutir sobre quais as medidas que podem ser tomadas sem depender do Congresso.

“Há uns meses deu indicações à minha equipa na Casa Branca para procurarem novas formas de ação de forma a podermos ajudar na redução da violência com armas. E na segunda-feira irei encontrar-me com a Procuradora-geral dos Estados Unidos, Loretta Lynch, para discutir essas mesmas opções”, disse Obama na comunicação semanal, divulgada esta sexta-feira, citado pela agência Reuters.

Segundo escreve o jornal norte americano “The Washington Post”, ambos vão falar sobre a aplicação de medidas executivas, que não requerem a aprovação do Congresso para serem aplicadas, e estas só devem ser reveladas no final da próxima semana.

Obama diz que lhe têm chegado às mãos “demasiadas cartas de pais, professores e crianças para ficar parado e não fazer nada”. Frustrado com a inação do Congresso, o presidente assume as rédeas da matéria, depois de já ter apelado diversas vezes aos congressistas para apertarem com a legislação sobre a posse de armas.

Barack Obama tem prestado especial atenção ao tema após o massacre de 2012 numa escola em Newtown, Connecticut e, mais recentemente, com os ataques em Colorado Springs, no Colorado, e em San Bernardino, na California.