Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Detido na Bélgica mais um suspeito dos atentados de Paris

  • 333

THIERRY ROGE/AFP/GETTY

As autoridades belgas anunciaram a detenção de um 10.º suspeito de envolvimento nos ataques do passado dia 13 de novembro em Paris. Indivíduo era próximo de Salah Abdeslam. Outros seis suspeitos estão a ser interrogados

Liliana Coelho

Foi detido em Bruxelas mais um indivíduo suspeito de envolvimento nos ataques de Paris, que causaram 130 mortos. A informação foi avançada esta quinta-feira pela procuradoria belga.

B. Ayoub, de 22 anos, é a décima pessoa detida por suspeitas de ligações aos atentados do passado dia 13 de novembro na capital francesa.

O jovem terá alegadamente participado em “atividades de um grupo terrorista”, sendo acusado de “homicídio terrorista” , segundo um comunicado da procuradoria belga. Autoridades acreditam que o indivíduo era próximo de Salah Abdeslam, um dos principais suspeitos dos atentados em Paris.

B. Ayoub foi detido durante buscas realizadas a uma casa em Molenbeek-Saint-Jean, tendo sido apreendidos vários telemóveis para serem analisados pela polícia.

Outros seis suspeitos - que terão ligações aos dois indíviduos detidos na terça-feira - estão também a ser interrogados pelas autoridades, refere a procuradoria belga.

De acordo com a televisão pública belga RTBF, foram encontrados no local “rastos” da passagem de Salah Abdeslam, um dos principais suspeitos dos ataques, que continua em fuga.

Nos últimos dias têm-se multiplicado as operações de busca na Bélgica, que resultaram em várias detenções. Na terça-feira, as autoridades belgas anunciaram a detenção de dois indivíduos que estariam a preparar um atentado para o reveillon em Bruxelas. Foram invocadas “ameaças sérias de atentados em lugares emblemáticos de Bruxelas durante as festas de fim de ano.”

Como resultado, as autoridades decidiram cancelar as comemorações da passagem de ano nas ruas da capital belga, face ao elevado risco de ameaça terrorista.