Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

França distribui comprimidos de iodo a quem vive junto a centrais nucleares

  • 333

É a quinta vez que tem lugar no país essa medida de proteção coletiva

Luís M. Faria

Jornalista

A Agência de Segurança Nuclear francesa (ASN) vai distribuir comprimidos de iodo às populações que vivem num raio de dez quilómetros em torno de 19 instalações nucleares. Ao todo, serão abrangidos cerca de 400 mil lares e 2000 instituições. É a quinta vez que tem lugar essa distribuição em massa. Acontece de sete em sete anos, pois é esse o período de validade dos comprimidos.

O objetivo é ajudar a combater o cancro da tiróide no caso de haver um acidente nuclear - evento que o diretor da ASN, Alain Desmestre, considerou pouco provável mas possível. Após a catástrofe de Fukushima, os responsáveis na posição dele exprimem-se com grande cautela. O chamado iodo estável, ou iodeto de potássio, é suposto servir de barreira contra os efeitos do iodo radioactivo.