Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Erdogan convence homem a não se suicidar no dia de Natal

  • 333

O homem conversou com o chefe de Estado turco, que lhe terá prometido ajuda

TURKISH PRESIDENT PRESS OFFICE

O todo-poderoso e carismático Recep Tayyip Erdogan – eleito em Agosto de 2014 presidente da Turquia com mais de 52% dos votos, e o verdadeiro centro do poder na Turquia contemporânea, terá evitado um suicídio em Istambul no dia de Natal

Erdogan deslocava-se pela ponte sobre o estreito do Bósforo do lado asiático da grande metrópole turca, onde tinha cumprido as orações de sexta-feira numa mesquita em Uskudar, para o lado europeu, quando a sua impressionante comitiva motorizada passou por um homem que ameaçava suicidar-se, saltando do tabuleiro da ponte para o estreito 70 metros abaixo - um local favorito para suicídios, com dezenas de ocorrências todos os anos.

Erdogan mandou a comitiva parar e ordenou aos seus guarda-costas que fossem falar com o suicida. Nas imagens de televisão transmitidas por vários canais turcos ouvem-se os seguranças a dizer ao homem, agarrado aos rails exteriores da ponte, que o presidente quer falar com ele, apontando para a limousine blindada parada a meio da ponte. O homem – Vezir Cakras, da cidade de Siirt, no leste do país, de onde também é originária Emine Erdogan, a mulher do presidente, desloca-se depois para o carro de Erdogan, que não saiu da viatura, e ambos falam por alguns minutos, com Cakras a desfazer-se em lágrimas. Erdogan faz alguns telefonemas, prometendo ajudar o homem, e o suicida depois beija as mãos do presidente – um gesto tradicional de respeito.

Segundo os media turcos, Cakras já se encontrava na ponte ameaçando saltar há duas horas, tendo abandonado o seu carro no tabuleiro, e estaria a sofrer uma depressão devido a problemas familiares.