Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Líder do grupo extremista Jaysh al-Islam morto em alegado bombardeamento russo

  • 333

O Jaysh al-Islam é o maior e um dos mais organizados grupos que combatem na região de Damasco. É composto por diferentes forças rebeldes que lutam contra o Governo sírio de Bashar al-Assad.

Helena Bento

Jornalista

O líder do grupo rebelde Jaysh al-Islam, um dos mais poderosos grupos terroristas que atuam na Síria, morreu esta sexta-feira durante um ataque aéreo alegadamente russo que teve como alvo as instalações secretas do grupo nos subúrbios de Damasco. A notícia é avançada pela agência Reuters.

A morte de Zahran Aloush foi anunciada por duas fontes da formação rebelde. Segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos, morreram outros cinco membros do grupo, cuja identidade não é ainda conhecida.

O Jaysh al-Islam, apoiado pela Arábia Saudita, é o maior e um dos mais organizados grupos que combatem na região. É composto por diferentes forças rebeldes inimigas do Presidente sírio Bashar al-Assad e tem sido comparado ao auto-proclamado Estado Islâmico (Daesh). Em causa, estão os métodos de repressão e combate usados, que incluem, por exemplo, execuções públicas de prisioneiros.

A Rússia começou a bombardear a Síria em setembro deste ano, tendo-se comprometido a intensificar os ataques aos extremistas do autoproclamado Estado Islâmico após os atentados de Paris, a 13 de novembro, a pedido de François Hollande. Mas ao fim de três meses, o Governo de Moscovo continua a ser acusado de atingir, sobretudo, os inimigos do Presidente sírio Bashar al-Assad.