Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Estados Unidos planearam destruir mais de mil cidades durante guerra nuclear

  • 333

Moscovo e Leninegrado surgiam no topo da lista, seguidos por Varsóvia e Pequim. Mais de meio século depois, foi revelado um plano secreto elaborado pelos Estados Unidos durante a Guerra Fria

A “destruição sistemática” dos principais centros urbanos do bloco de leste fazia parte do plano elaborado pelos Estados Unidos em 1956 para um conflito nuclear que foi tornado público esta semana.

O documento incluía a impressionante lista de 1200 cidades a serem destruídas. No topo, surgiam Moscovo e Leninegrado, dentro das quais constavam 300 locais que deviam ser dizimados, seguindo-se Varsóvia e Pequim. A prioridade eram os alvos militares, mas estava também previsto o ataque especifico a áreas densamente povoadas.

Para além disso, era referido que os ataques também iriam expor “forças amigas e povos” a altos níveis de radioatividade.

O documento de 700 páginas do “Comando Estratégico Aéreo para Armas Nucleares Requeridas para 1959” foi elaborado no verão de 1956 e agora finalmente divulgado pelo Arquivo Nacional de Segurança, localizado na Universidade George Washington.

“Um das coisas mais interessantes é a quantidade de informação detalhada ao minuto”, afirmou William Burr, o analista da universidade que fez o requerimento do documento histórico.