Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Pelo menos um morto e nove feridos em avalanche na Noruega

  • 333

INTS KALNINS/REUTERS

Avalanche soterrou várias habitações no arquipélago de Svalbard, no Ártico

Uma avalanche que soterrou este sábado uma dezena de casas no arquipélago de Svalbard, no Ártico, provocou pelo menos um morto e nove feridos, incluindo duas crianças que ficaram em estado grave, segundo um balanço provisório.

O governo do arquipélago (que pertence à Noruega) anunciou que um homem de 40 anos morreu na sequência da avalanche, ocorrida cerca das 11:00 na encosta do monte Sukkertoppen virada para Longyearbyen, capital de um território onde vivem essencialmente mineiros, cientistas e ursos polares.

A primeira-ministra, Erna Solberg, já mencionou na rede social Twitter as "imagens terríveis" de casas engolidas pela massa branca.

Um balanço do hospital universitário da região indica que além de um morto há nove feridos, quatro crianças e cinco adultos, dos quais estão em estado grave duas crianças e um adulto. Este adulto foi levado para o continente, para um hospital de Tromso.

O governo local tinha inicialmente anunciado que havia vários feridos e desaparecidos, mas durante a tarde especificou que não havia desaparecidos.

Dez casas de madeira, de cor viva, típicas do arquipélago, ficaram soterradas. Testemunhas indicaram que as que estavam na encosta foram arrastadas cerca de 20 metros.

Fotografias publicadas na página da internet do Svalbardposten dão uma ideia do desastre, mostrando viaturas viradas e muros de neve no interior das casas.

Uma centena de bombeiros, polícias e moradores, com pás, estão a tentar identificar outras casas afetadas.

Uma equipa de médicos e de especialistas, conjuntamente com cães treinados, chegou à ilha vinda de Tromso e vai trabalhar durante a noite.

Na tarde de hoje o governo local anunciou que muitas casas perto de Sukkartoppen (que em português significa "montanha do açúcar") foram evacuadas por se temerem novas avalanches.