Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

ONU aprova resolução para a paz na Síria

  • 333

AMER ALMOHIBANY/AFP/Getty Images

Cessar-fogo, negociações entre o Governo sírio e a oposição e um prazo de dois anos para criar um Governo unidade nacional e realizar eleições. São estas algumas das medidas que resultam do acordo para a paz na Síria, aprovado esta sexta-feira por unanimidade no Conselho de Segurança da ONU

A resolução foi aprovada por unanimidade no Conselho de Segurança das Nações Unidas (ONU): os 15 países-membros chegaram a acordo sobre um plano com o intuito de colocar um ponto final na guerra de quase cinco anos que tem lugar na Síria.

O objetivo é incentivar as negociações de paz formais no país, que começam com um cessar-fogo e passam por colocar Governo e oposição na mesa de negociações e estabelecer um prazo de dois anos para a criação de um Governo de unidade nacional e realizar eleições. A resolução prevê ainda que a ONU apresente ao Conselho opções de monitorização do cessar-fogo já no próximo mês.

Esta é a primeira vez que os Estados Unidos (EUA) e a Rússia conseguiram chegar a um acordo alargado sobre o futuro da Síria, depois de cinco anos de um conflito que já provocou mais de 250 mil mortos e milhares de refugiados.

Mas nem tudo é consenso definido. Apesar do acordo na ONU, existem ainda divisões claras entre algumas das grandes potências em relação ao futuro do Presidente Bashar al-Assad e a quem deverá representar a oposição no processo de conversações para a paz.

Ainda assim, a resolução envia a todos “uma mensagem clara de que este é o momento certo para parar a matança na Síria”, declarou o secretário de Estado norte-americano, John Kerry, embora sublinhe que, com o fim da guerra, “é imperioso que o povo sírio concorde com uma alternativa em termos de Governo.”