Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Detido suspeito de envolvimento em ataques de Paris

  • 333

CHARLES PLATIAU / Reuters

Jovem de 29 anos foi detido quando se preparava para viajar para a Síria e está a ser interrogado pelas autoridades

A polícia francesa anunciou esta terça-feira a detenção de um suspeito de envolvimento nos ataques do passado dia 13 de novembro, em Paris, que fizeram 130 mortos e mais de 350 feridos. O indivíduo, de 29 anos, preparava-se para viajar para a Síria, segundo as autoridades.

“O jovem está neste momento a ser interrogado pela Direção-Geral de Segurança do Interior”, no âmbito da investigação aos ataques do mês passado na capital francesa.

Dois outros indivíduos estão a ser investigados em França por alegadamente terem ajudado Abdelhamid Abaaoud, o cérebro dos atentados em Paris, que foi morto durante um assalto policial a um apartamento em Saint-Denis, nos subúrbios a norte de Paris.

Pistas sobre ataque a supermercado judaico

Dois outros homens estão também a ser interrogados pela polícia francesa, por alegadamente terem fornecido armas a Amedy Coulibaly, autor do ataque a um supemercado judaico na capital francesa, em janeiro deste ano, que causou cinco mortos: uma agente da polícia e quatro civis.

De acordo com o “Le Figaro”, um dos indivíduos que está sob custódia policial é Claude Hermant, conhecido por manter ligações com grupos de extrema-direita no norte de França, e que conta com antecedentes de tráfico de armas em Charleroi, na Bélgica. O outro indivíduo é um cúmplice deste.

“Neste tipo de crime, há sempre um ou mais intermediários. Claude Hermant não seria necessariamente o destino final das armas”, diz uma fonte póxima do processo, citada pelo jornal francês.

As autoridades acreditam que além de armamento Claude Hermant terá fornecido veículos e outro tipo de apoio logístico a Amedy Coulibaly para perpetrar o ataque.