Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Mugabe recandidata-se apesar dos 91 anos

  • 333

Eduardo Munoz/Reuters

Os sinais do enfraquecimento físico e mental do Presidente do Zimbabwe tornam a questão da sucessão inevitável. Há sinais de que Mugabe e a mulher vão tentar manter o poder na posse da família

Robert Mugabe obteve o apoio do seu partido para se recandidatar às presidenciais de 2018. A decisão foi tomada este fim de semana, durante o congresso da União Nacional Africana do Zimbabwe-Frente Patriótica (ZANU-PF) mas, tendo em conta os claros sinais de fragilidade física e mental, coloca-se inevitavelmente a questão de quem irá suceder ao homem que nos últimos 35 anos esteve à frente dos destinos do país.

Atualmente com 91 anos, Mugabe desequilibrou-se duas vezes em recentes eventos públicos e, em setembro, ao ler um discurso no Parlamento, não pareceu se ter dado conta de que estava a repetir a intervenção que fizera no mês anterior. Há sinais de que poderá estar a preparar-se para manter o poder na posse da sua família.

A sua mulher, Grace, de 50 anos, foi nomeada líder da secção feminina do partido no ano passado e levou a cabo uma insidiosa campanha que afastou a vice-presidente e possível sucessora Joice Mujuru. No congresso anual do partido, que decorreu este fim de semana em Victoria Falls, a secção feminina conseguiu que fosse aprovada uma quota que estipula que um dos vices de Mugabe seja uma mulher, podendo obviamente o cargo vir a ser ocupado por Grace, colocando-a numa posição privilegiada para uma posterior sucessão.

A luta pela manutenção dos privilégios

“O foco está na manutenção do poder e no acesso ao poder de um modo que mantenham os seus ganhos e privilégios”, comentou Godfrey Kanyenze, responsável do Instituto de Investigação Económica e do Trabalho do Zimbabwe, citado pela Agência France Presse. “Eles sabem que se perderem o poder as suas quintas e negócios ficarão comprometidos. É por isso que nós vimos a primeira-dama a juntar-se à disputa”, explicou.

Mujuru poderá vir a formar um novo partido para se candidatar à presidência, mas os analistas acreditam que a verdadeira disputa possa ocorrer dentro do ZANU-PF, envolvendo uma possivel candidatura do vice-Presidente Emmerson Mnangagwa. Do outro lado, Grace Mugabe.