Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cimeira do clima. Horas extraordinárias em busca de um acordo

  • 333

YOAN VALAT / EPA

Os representantes dos 195 países que estão presentes há duas semanas em Bourget, no norte de Paris, vão passar em claro a noite em claro desta sexta-feira para tentarem finalizar o texto do acordo final, que deveria ser apresentado... esta manhã

O projeto de acordo final para o combate às alterações climáticas, que deveria ser apresentado esta sexta-feira na cimeira mundial do clima que decorre em Paris, foi adiado para sábado de manhã, anunciou a presidência francesa. "Preferimos dar tempo para consultas com as delegações ao longo de todo o dia de sexta-feira" antes de apresentar o texto final para ser adotado em plenário, precisou a mesma fonte, citada pela AFP.

O texto "vai ser apresentado logo cedo na manhã de sábado para adoção ao meio-dia", acrescentou, depois de uma segunda noite em claro para os representantes de 195 países reunidos há duas semanas em Bourget, no norte da capital francesa, no âmbito da conferência do clima (COP21).

"As coisas estão a ir na direção certa", disse o presidente da COP21 e ministro dos Negócios Estrangeiros francês, Laurent Fabius, que afirmou esperar estar em condições de apresentar uma versão final do acordo no dia de hoje.

Os delegados deixaram a sala de negociações pouco antes das 6h (menos uma hora em Lisboa).

A conferência tem como objetivo alcançar um acordo global para a redução de emissões de gases com efeito de estufa, em substituição do Protocolo de Quioto.

  • Doze perguntas e respostas para sabermos como estão a tentar salvá-la

    Os líderes mundiais estiveram e alguns continuam a estar em Paris para fechar um acordo de longo prazo que salve ou salvaguarde o que andámos (e andamos, com o verbo no presente e sem acento) a desproteger - a Terra. Não é seguro que haja acordo, mas eles estão a tentá-lo - a cimeira acabaVA supostamente esta sexta-feira, mas pode prolongar-se. E porque isto é sério e nos influencia a todos (por exemplo, os invernos podem ficar mais chuvosos em Portugal - e há cidades em risco, cá dentro e lá fora), olhamos para as complicações políticas e as necessidades ambientais. Dê-nos cinco minutos do seu tempo - para entender como é que a Terra pode dispor de mais minutos salvaguardada do mal que lhe estamos a fazer