Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Provável criador da bitcoin foi descoberto e é australiano

  • 333

A criação da bitcoin data de 2009

Benoit Tessier / Reuters

Emails misteriosos, uma aparição numa conferência, buscas na sua residência: estas são as pistas que levam a crer que Craig Steven Wright seja o criador da bitcoin, a moeda virtual que permite fazer transações sem intermediários nem bancos

Satoshi Nakamoto: este é o nome associado à criação da moeda virtual bitcoin, que serve para fazer transações financeiras sem recurso a bancos ou intermediários financeiros. No entanto, sabe-se há muito que o nome japonês não passa de um pseudónimo do verdadeiro criador, que agora parece finalmente ter sido encontrado.

O provável criador da moeda não é do Japão mas da Austrália; chama-se Craig Steven Wright e não Nakamoto; e é um empresário e técnico informático de 44 anos que nunca constou das listas de possíveis inventores da moeda virtual. A sua identidade está a ser divulgada como sendo a do criador da bitcoin depois de a sua residência australiana ter sido esta semana alvo de buscas, a pedido da autoridade tributária, embora a polícia daquele país negue que a operação esteja ligada à criação da moeda virtual.

No entanto, esta notícia são é nova, pelo menos para todos. É que a revista norte-americana “Wired” publica esta quinta-feira uma peça em que conta que já suspeitava que o criador da bitcoin, “o fenómeno que passou de ser uma novidade nerd para um milagre económico” por se ter globalizado, fosse Craig Steven Wright. E explica as pistas (“nas últimas semanas, as mais fortes de sempre”) a que teve acesso.

A revista cita, em primeiro lugar, artigos e textos, que foram divulgados por uma fonte próxima de Wright, em que a ligação entre o australiano e a forma de transação alternativa fica clara. Depois, o passo seguinte: a “Wired” chegou mesmo a trocar emails com uma conta associada a Wright, que respondeu com frases enigmáticas como “vocês parecem saber muito. Mais do que deviam”.

Juntando as peças - e considerando que Wright chegou a aparecer recentemente numa conferência dedicada à moeda virtual sem, no entanto, se apresentar de forma clara a quem o ouvia e revelando apenas estar “envolvido há muito tempo” no projeto -, a revista que investigou o australiano chega a uma conclusão: “Ou Wright inventou mesmo a bitcoin, ou é alguém que está a espalhar rumores de forma brilhante porque quer muito que acreditemos que o fez”.