Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Urnas já fecharam na Venezuela

  • 333

De acordo com o eurodeputado português José Inácio Faria, do Partido da Terra (MPT), que participou como observador do processo eleitoral, as eleições parlamentares da Venezuela decorreram "com normalidade"

As urnas para as eleições parlamentares na Venezuela fecharam este domingo às 18h00 locais (22h30 em Lisboa), tal como estava previsto.

Desta eleição resultará um novo parlamento de 167 deputados (três dos quais em representação das comunidades indígenas), para o qual puderam votar 19,8 milhões de venezuelanos.

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, antecipou-se ao escrutínio, no qual participaram quase duas dezenas de formações políticas, e anunciou que radicalizará a revolução bolivariana a partir de 7 de dezembro, caso as forças que apoiam o chavismo obtenham a maioria nas eleições parlamentares.

De acordo com o eurodeputado português José Inácio Faria, do Partido da Terra (MPT), que participou como observador do processo eleitoral, as eleições parlamentares da Venezuela decorreram "com normalidade".