Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Bagdade pede à Turquia para retirar “imediatamente” as suas forças do Iraque

  • 333

O Governo iraquiano acusa Ancara de violar “a soberania iraquiana”

Bagdade pediu este sábado a Ancara que retire “imediatamente” as suas forças do Iraque, após o destacamento de soldados turcos para as proximidades de Mossul, a segunda maior cidade iraquiana.

As tropas turcas terão sido enviadas para treinar grupos armados iraquianos “sem o aval do Governo” de Bagdade, refere um comunicado do gabinete do primeiro-ministro do Iraque, Haider al-Abadi.

“Temos a confirmação de que forças turcas, nomeadamente um regimento armado com tanques e artilharia, entraram em território iraquiano (...) alegadamente para treinar grupos iraquianos sem pedido ou autorização das autoridades federais iraquianas”, refere a mesma nota, que acrescenta ainda que o destacamento “é considerado uma grave violação da soberania iraquiana”.

Os meios de Comunicação turcos relataram que cerca de 150 militares, apoiados por 20 a 25 tanques, foram enviados, por terra, para a área de Bashiqa, a nordeste de Mossul.

Com cerca de dois milhões de habitantes, a segunda maior cidade do Iraque foi tomada por extremistas que se autoproclamaram Estado Islâmico em junho de 2014 e, desde então, as forças de segurança iraquianas e numerosos voluntários de diversos coletivos étnicos e religiosos formaram milícias dispostas a recuperar a cidade.

As forças 'peshmerga' (combatentes curdos) encontram-se destacadas na área, sendo que, segundo a agência noticiosa turca Anatolia, os soldados estariam na zona para os treinar.