Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Greve geral na Grécia. Jornalistas antecipam paragem

  • 333

LOUISA GOULIAMAKI / AFP / Getty Images

De modo a poderem noticiar a greve geral e os protestos organizados para esta quinta-feira, os media gregos optaram por parar 24 horas antes. Protesto contesta os cortes previstos no terceiro resgate acordado entre o Governo e os credores

Os meios de comunicação gregos avançam esta quarta-feira com uma greve de 24 horas, na véspera da greve geral convocada pelos sindicatos do país, em protesto contra os cortes previstos no terceiro resgate acordado entre o Governo e os credores.

De modo a poderem noticiar a greve e os protestos organizados para o dia 3, a Federação Pan-helénica de Jornalistas optou por convocar para esta quarta-feira a sua greve.

Durante todo o dia e até às 6h (4h em Lisboa) desta quinta-feira não deverá haver noticiários nas televisões e rádios, nem deverá ser atualizada a informação nos jornais digitais, e a imprensa escrita não será publicada na quinta-feira.

Com esta ação, os trabalhadores dos meios de comunicação juntam-se aos protestos convocados pelas principais confederações sindicais, a Adedy, do setor público, e a Gsee, do privado, contra as políticas de austeridade e, em particular, contra a reforma do sistema de pensões que contempla cortes nos benefícios e aumentos das contribuições.

A nível setorial, pede-se que a caixa de pensões dos jornalistas continue a ser independente e não seja incluída numa caixa unificada, que seja mantida a taxa de 20% imposta à publicidade nos meios de comunicação e esta se aplique também aos meios digitais.