Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Cameron quer bombardear o Estado Islâmico

  • 333

STEPHANE MAHE / Reuters

Parlamento britânico debate ao longo de 10 horas se o país deve ou não envolver-se nos bombardeamentos

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, defendeu esta quarta-feira no Parlamento a necessidade de bombardear as posições do autodenominado Estado Islâmico (Daesh) na Síria.

Na Câmara dos Comuns, Cameron reconheceu a complexidade da situação síria, mas insistiu que o Reino Unido enfrenta uma ameaça que se relaciona com a segurança nacional provocada pelo crescimento da organização extremista.

Os deputados britânicos devem debater durante as próximas dez horas o envolvimento do Reino Unido nas operações aéreas contra o Estado Islâmico na Síria, antes de procederem à votação - que previsivelmente vai decorrer por volta das 22h.

O eventual envolvimento da Royal Air Force nas operações de bombardeamento tem sido contestado pelo líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbin, que avisou que a população civil vai ser atingida pelos ataques aéreos.