Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Síria: Em 18 meses Daesh assassinou 200 pessoas por mês

  • 333

Rua do Bairro de Bustan Al-Basha, em Alepo

O Observatório Sírio de Direitos Humanos diz que os terroristas do Daesh assassinaram 3591 pessoas desde que se autoproclamou como califado em junho de 2014. O Expresso fez as contas: são 200 assassinatos por mês, mais de seis em cada dia

O grupo terrorista Daesh [autoproclamado Estado Islâmico] assassinou 3591 pessoas nas zonas que controla na Síria desde que se autoproclamou um califado em finais de junho de 2014, informou este domingo o Observatório Sírio de Direitos Humanos, citado pela agência Lusa.

Do número total de vítimas assassinadas pelos terroristas, 1945 eram civis, entre os quais 77 crianças e 103 mulheres, que perderam a vida alvejados, decapitados, degolados, lapidados, lançados de edifícios altos ou queimados, segundo dados do observatório. Entre os civis mortos estão 930 membros do clã árabe sunita Al Shuitat, 223 civis curdos do grupo Kobani, e 46 muçulmanos.

As regiões da Síria mais atingidas pelo terror imposto pela organização ‘jihadista’ - e onde se registaram estes assassinatos - são as cidades de Deir al Zur, na zona este do país, Raqa no noroeste e Al Hasaka a noroeste. Alepo, Homs e Hama também foram fortemente martirizadas.