Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Moscovo decreta sanções económicas contra a Turquia

  • 333

A medida é uma resposta ao abate de um avião da força aérea russa na fronteira com a Síria

A Rússia impôs este sábado sanções económicas à Turquia na sequência do abate de um avião da força aérea russa na fronteira com a Síria, anunciou o Kremlin.

As sanções visam "garantir a segurança nacional e a dos cidadãos russos" e incluem a proibição de voos 'charter' entre os dois países e de empresários russos contratarem cidadãos turcos, bem como restrições na emissão de vistos, de acordo com o texto do decreto divulgado pelo Kremlin.

Também será proibida ou limitada a entrada na Rússia de determinadas mercadorias provenientes da Turquia, de acordo uma lista que será elaborada pelo Governo.

O decreto com as sanções foi assinado hoje pelo Presidente russo, Vladimir Putin, noticiou a agência France Presse.

No dia 24 de novembro, dois caças-bombardeiros F-16 abateram um SU-24 russo por este ter violado o espaço aéreo turco dez vezes num período de cinco minutos, ao longo da fronteira com a Síria, ignorando todas as advertências, segundo Ancara.

Versão diferente apresentou Vladimir Putin, que assegurou que o SU-24 não ameaçava a Turquia e que sobrevoava território sírio, a quatro quilómetros da fronteira, advertindo que aquilo a que chamou de "facada nas costas" iria ter "consequências sérias" nas relações diplomáticas entre os dois países.