Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Espanha: 634 detidos por suspeitas de ligações ao terrorismo em 11 anos

  • 333

Detenções de suspeitos ligados a redes terroristas nos arredores de Barcelona. 4 de novembro de 2015

TONI ALBIR / EPA

Na madrugada deste sábado, as autoridades espanholas detiveram dois homens e uma mulher em Barcelona, suspeitos de recrutamento para atividades terroristas

As autoridades espanholas detiveram dois homens e uma mulher com ligações a uma rede de recrutamento e envio de pessoas para se juntarem ao grupo extremista Estado Islâmico, informou o Ministério do Interior em comunicado, citado pela agência Lusa.

Os dois homens de 32 e 42 anos são cidadãos marroquinos, da cidade de Tânger, e residiam na mesma casa; são suspeitos de recrutar pessoas o território controlado pelo DAESH através das redes sociais e outras plataformas digitais. A mulher tem 24 anos e nasceu na região de Barcelona.

Com estas detençoes eleva-se para 68 o número de detidos em 2015 por suspeitas de ligações a redes terroristas no país com quem Portugal tem toda a fronteira terrestre.

A detenção de dois homens e uma mulher em Barcelona é a “segunda operação contra o terrorismo em Espanha desde os atentados de Paris a 13 de novembro”, informa a Lusa citando as autoridades espanholas. A primeira operação realizou-se a 23 de novembro, dez dias depois dos atentados em França, com a polícia espanhola a acusar um recluso alegadamente radicalizado (que cumpria pena por violência de género) de doutrinar e recrutar outros presos para as fileiras do autodenominado Estado Islâmico.

Mais de 600 detidos em 11 anos

Desde os atentados de 11 de março de 2004 em Madrid, as autoridades espanholas detiveram 634 suspeitos de ligações a grupos extremistas e terroristas. “Desse total, 596 pessoas foram detidas em Espanha e 38 em operações conjuntas noutros países”, escreve a Lusa, adiantando que em 2004, foi o ano em que se registou o maior número de detenções.