Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

Donald Trump goza com jornalista deficiente

  • 333

DARREN HAUCK / Reuters

A nova polémica do excêntrico candidato às primárias do Partido Republicano envolve um jornalista do New York Times

Agitando os seus braços como um deficiente durante a sua intervenção num comício na Carolina do Sul, na terça-feira, Donald Trump fingiu ser o jornalista norte-americano Serge Kovaleski, que sofre de artrogripose (múltiplas contraturas articulares congénitas) e que foi autor de um artigo que o candidato às primárias no Partido Republicano foi buscar para justificar a sua afirmação de que milhares de muçulmanos teriam festejado em Nova Iorque os atentados de 11 de Setembro de 2001.

Publicado a 18 de setembro de 2001, o artigo do “The Washington Post” (Kovaleski está atualmente no “The New York Times”) referia que as autoridades de Nova Jersey haviam “detido e interrogado diversas pessoas que alegadamente teriam sido vistas a celebrar os ataques em terraços enquanto viam a devastação do outro lado do rio”.

Kovaleski disse não se lembrar de “alguém falar que havia milhares, ou mesmo centenas de pessoas, a celebrar”, além de que as suspeitas nem sequer se confirmaram.

“O pobre gajo, haviam de ver este gajo”, afirmou Trump agitando de forma desconexa os braços enquanto fingia ser Kovaleski a falar, “ó eu não sei o que disse, ó eu não me lembro do que disse”.

Declarações que levaram o porta-voz do “The New York Times” a declarar ao site Politico “nós consideramos assombroso que ele ridicularize a aparência de um dos nossos jornalistas”.

Apesar de as contínuas polémicas terem gerado grande indignação, mesmo entre membros do seu partido, Trump continua a surgir atualmente como o candidato favorito nas primárias do Partido Republicano.