Siga-nos

Perfil

Expresso

Internacional

“Sky News” mostra cenário caótico dentro do hotel de luxo no Mali

  • 333

O hotel Radisson em Bamako, capital do Mali, foi alvo de um atentado de extremistas islâmicos a 20 de novembro de 2015

HABIBOU KOUYATE/AFP/Getty Images

Um vídeo da Sky News mostra o rescaldo do atentado no hotel de luxo na capital do Mali. Um cenário caótico, de desordem, que revela o estado em que ficaram os vários espaços do hotel, incluindo os quartos onde alguns hóspedes se barricaram durante horas. Três suspeitos continuam a ser procurados pelas autoridades

Parece o rescaldo de um cenário de guerra. Vidros de janelas partidos, marcas de balas e vários espaços do hotel desfeitos. São estas algumas das imagens que podem ver-se numa reportagem da Sky News que mostra o cenário dentro do hotel de luxo em Bamako, capital do Mali, após militantes islâmicos terem entrado na manhã de sexta-feira no hotel, onde fizeram vários reféns e realizaram um atentado que tirou a vida a pelo menos 19 pessoas. Os dois extremistas também acabariam por morrer.

Nas imagens é possível ver as medidas tomadas pelos hóspedes do hotel, alguns deles que se barricaram durante várias horas dentro dos quartos. E o estado em que ficou o restaurante e a zona do bar, para o qual alguns dos hóspedes fugiram, perseguidos pelos atacantes. Muitos acabariam por morrer, atingidos pelos disparos dos extremistas ou pela explosão que provocaram ao disparar contra botijas de gás.

Este domingo, o Major Modibo Nama Traore, comandante do Exército, disse que os atacantes levavam consigo - para além de duas kalashnikovs e “uma grande quantidade de munições” - granadas e outros explosivos, apesar de não terem usado estes últimos no ataque.

Antes disso, Traore já havia referido que as autoridades estão a perseguir “mais três pessoas” que podem ter estado envolvidas no atentado reivindicado pela Al-Qaeda no Magrebe Islâmico e o Al Murabitun, grupo jiadista africano filiado à Al-Qaeda. Os hóspedes que sobreviveram, no entanto, descreveram ter visto pelo menos oito atacantes, segundo adianta a Sky News.

Na sequência do atentado, o Presidente do Mali Ibrahim Boubacar Keita declarou o estado de emergência no país durante dez dias.